Notícias

Obras no Inocoop fazem parte do primeiro estágio para a contenção das águas

A chuva torrencial que caiu em Rio Claro no último sábado (11) trouxe à tona um velho problema que vive a cidade de Rio Claro. Comentários diversos foram ouvidos, sobre os diversos locais, onde sistematicamente ocorrem alagamentos.
Conotação política foi dada também por várias pessoas, querendo diminuir a importância das obras hoje executadas no bairro do Inocoop.
“Com o volume de água que caiu (83 mm em apenas 40 minutos), caso não houvesse em andamento estas obras aqui no Inocoop, as consequências teriam sido muito piores”, comenta o secretário de obras, Ivan De Domênico.
Mas, as obras no Inocoop é o primeiro estágio de um Plano de Manejo de Águas Pluviais, exigido pelo Ministério das Cidades, já que este liberou grande parte dos recursos. E neste Plano já está incluído o projeto de macro drenagem do município.
Segundo o secretário, o ponto mais sofrível do sábado foi a região da Avenida Brasil. “A Avenida Brasil não pode mais jogar água no Lago Azul”, alerta o secretário. Para acabar com o problema, a prefeitura abriu licitação para contratar empresa especializada, que vai realizar uma obra de desvio das águas que descem para o Lago Azul. Com esta obra finalizada, o volume que acaba caindo no Lago Azul e consequentemente na Visconde e Inocoop, será enormemente diminuído, o que ameniza o impacto lá no Inocoop.
“Será um atalho hidráulico que descerá a Rua 6, chegando ao Córrego Olinda e desembocando no Rio Corumbataí. Fazendo isso o volume de água não descerá para a Visconde”.
Este projeto de macro drenagem tem quatro fases específicas: obra de contenção de enchentes no Inocoop, a canalização do córrego Wenzel, o atalho hidráulico na região do Lago Azul, que é área de transbordamento e alagamento da Visconde; e a canalização do Ribeirão Claro na altura da ponte entre Rio Claro e Santa Gertrudes.
Toda essa obra também contempla intervenções de pequeno impacto, consideradas micro drenagem, das quais fazem parte a reforma e adequação completa das bocas de lobo das Avenidas Visconde e Ulysses Guimarães.

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo