Água e Esgoto

Julinho Lopes salienta importância da adesão de Rio Claro ao programa Município Verde Azul

Aconteceu na quinta-feira (08), na cidade de Mogi das Cruzes, o lançamento da edição 2017 do Selo Município Verde Azul, que estimula e auxilia as prefeituras na elaboração e execução de políticas públicas para o desenvolvimento sustentável.

Secretário Estadual de Meio Ambiente Ricardo Salles e vereador Julinho Lopes.

O vereador Julinho Lopes, vice-presidente da Câmara Municipal de Rio Claro e presidente do Conselho Fiscal do Consórcio PCJ, a convite do secretário Estadual de Meio Ambiente, Ricardo Salles, esteve presente na solenidade. “As cidades que participam deste programa podem pleitear verbas para aumentar ações de preservação ambiental”, destacou o parlamentar.

“Rio Claro atende vários aspectos para alcançar esta certificação e receber os recursos financeiros provenientes deste programa, mas não encaminhou a documentação necessária. Iremos trabalhar para que o município efetive sua participação e conquiste o Certificado de Município Verde Azul”, salientou Julinho.

Este ano, serão destinados R$ 15 milhões ao programa. “São dez vezes mais que o destinado em 2016. A partir da próxima semana, os municípios pré-certificados já podem reivindicar os recursos, de acordo com a meritocracia”, explicou o secretário Ricardo Salles. “Além desse valor, teremos de R$ 5 milhões a R$ 6 milhões do orçamento da secretaria para o programa, chegando a algo em torno de R$ 20 milhões”, completa. Salles afirmou ainda que o Município Verde Azul é a maior prioridade de sua secretaria.

As dez diretivas para avaliação dos municípios foram esgoto tratado, gestão das águas, resíduos sólidos, cidade sustentável, biodiversidade, arborização urbana, educação ambiental, qualidade do ar, estrutura ambiental e conselho ambiental.

Ao todo, 606 cidades paulistas pleitearam participação do PMVA, organizado pela Secretaria de Estado do Meio Ambiente, contudo, apenas 103 saíram pré-certificadas na primeira etapa.

Os secretários Salles, de Meio Ambiente, e Benedito Braga, de Saneamento e Recursos Hídricos e o presidente da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb), Carlos Roberto dos Santos, formaram a mesa diretora do encontro, que contou com a presença de prefeitos e vereadores paulistas.

Galeria de Imagens

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo