Meio Ambiente

Rio Claro busca apoio do governo paulista para impulsionar turismo em várias frentes

Viabilizar recursos para garantir investimentos no turismo de Rio Claro. Com este objetivo, o secretário municipal de Esporte e Turismo (Setur), Ronald Penteado e o vice-presidente da Câmara Municipal, Julinho Lopes, reuniram-se com o titular da Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo, Laércio Benko na sexta-feira, 17, na capital.

Ronald Penteado, secretário de Esportes e Turismo, Laércio Benko, secretário de Turismo do Estado de São Paulo e Julinho Lopes, vice-presidente da Câmara Municipal e Presidente do Conselho Fiscal do Consórcio PCJ.

Em sua fala, Ronald observou a necessidade de investimentos para revitalizar o Lago Azul, um dos cartões postais do município. De acordo com o secretário municipal, trata-se de um local que pode alavancar o processo de desenvolvimento do turismo da cidade se o trabalho for bem executado.

“Temos em nossa região bons exemplos de áreas semelhantes ao Lago Azul que através do apoio dos governos estadual e federal transformaram-se em pólos de lazer alavancando o turismo”, comentou Ronald ao solicitar apoio do governo paulista.

Segundo Julinho Lopes, o Lago Azul necessita de obras em duas frentes, uma para recuperar a capacidade de armazenamento de água e outra na estrutura oferecida ao público. “A capacidade do lago em comportar água está comprometida, temos que desassorear e criar de caixas de contenção. Também se faz necessária reformas das cercas e alambrados, do parque infantil, solo, etc”, citou o parlamentar. 

O secretário Laércio Benko ressaltou que o objetivo da pasta para este ano é utilizar o turismo para fomentar a geração de empregos e fortalecer a distribuição de renda. “O Estado vai investir R$ 1 bilhão nesta área para fortalecer o desenvolvimento e criar novos empregos nos municípios”, disse.

O representante do governo paulista salientou que Rio Claro deve caminhar na rota dos municípios de interesses turísticos para que possa receber recursos. Atualmente, o Estado possui 70 estâncias divididas entre balneárias, climáticas, hidrominerais e turísticas e há outros 210 que podem tornar-se município de interesse turístico e passar a receber verbas específicas para esta atividade. “Temos mais três etapas de credenciamento. Na primeira delas, 40 cidades serão selecionadas. Nas outras duas, mais 150. Rio Claro pode contar com nosso apoio para buscar espaço neste cenário”, disse.

O trabalho para impulsionar o turismo em Rio Claro, cita Ronald Penteado, segue em várias frentes. O secretário municipal esteve recentemente com o titular da pasta do Meio Ambiente do governo paulista, Ricardo Salles para buscar formas de investimentos na Floresta Estadual Edmundo Navarro de Andrade, a Feena.

O parlamentar Júlio Lopes trabalha junto ao Consórcio PCJ (Bacia dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí), entidade que trabalha para a implantação do projeto Espaços Eco Hídricos Turísticos Ambientais como forma de auxiliar os municípios na preservação dos mananciais e ao mesmo tempo gerar empregos e recursos através dos valores turísticos de cada cidade.

“Devemos realizar um levantamento de todas as potencialidades existentes no município, que direta ou indiretamente possam permitir exploração turística. Este projeto, além de garantir a preservação do meio ambiente local e dos seus recursos naturais, irá promover a geração de renda e empregos através do Ecoturismo e Turismo Rural”, explicou Julinho Lopes.

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo