Notícias

Quadra do Dijiliah deve ser entregue no início de 2013

“Um sonho que aos poucos vai tornando-se realidade”. A frase é da diretora da Dijiliah Corrêa, Iara Aparecida Olímpio, que visitou a construção da nova quadra poliesportiva coberta localizada nas imediações da escola no Jardim Ipê. A obra orçada em mais de R$ 1 milhão entra na fase final nesta semana a partir da colocação da cobertura.

A quadra poliesportiva contará também com arquibancada, palco, banheiros, vestiários, camarim e elevador para atender as pessoas portadoras de deficiências. Representantes da Construtora Wisdom, de Santa Gertrudes, responsável pela obra, preveem que em janeiro de 2013 a quadra estará à disposição da diretoria da escola para que a inauguração possa ser marcada.

“Esta obra vem contemplar muitas questões de atendimento à criança. A partir desta construção poderemos realizar as aulas de educação física em local adequado”,comenta Iara Olímpio. Como o projeto não limitou-se apenas à construção de uma quadra, explica a diretora, a escola poderá desenvolver diversas atividades na nova área. “Teremos um palco muito bem construído. Com isso, poderemos ampliar os nossos projetos e também disponibilizar o local para a comunidade nos finais de semana”, acrescenta Iara.

O vereador Júlio Lopes (PP), que acompanha o drama da escola desde 2009, esteve com a diretora Iara Olímpio na visita à obra na última segunda-feira. “Estamos batalhando há três anos e agora a obra está saindo do campo dos sonhos para tornar-se realidade. Acreditamos que entre janeiro e fevereiro o serviço estará concluído”, comentou o parlamentar observando que a época de chuvas no final de ano poderá causar pequeno atraso no cronograma inicial.

De acordo com Júlio Lopes, muitos alunos que passaram pela Dijiliah entre2009 e 2012 não tiveram como realizar educação física em local adequado. “Essa é a nossa luta. Precisamos dar condições de trabalho aos professores e principalmente um local digno para que os alunos possam fazer a educação física”, frisou o parlamentar do PP.

Para Júlio Lopes, o projeto merece elogios já que além da quadra poliesportiva coberta a escola Dijiliah também estará recebendo um palco com camarim, elevador para os deficientes físicos, arquibancada, entre outros itens. “A Secretaria Municipal da Educação, através da sua titular, Heloísa Maria Cunha do Carmo, merece elogios pelo trabalho desenvolvido em prol da escola Dijiliah”, afirma o vereador destacando que a implantação do elevador para deficientes físicos enquadra a obra na Lei da Acessibilidade.

Júlio Lopes encerrou a visita dizendo que a conclusão da obra da nova escola não coloca um ponto final no trabalho a ser desenvolvido no Jardim Ipê. Ele cita, por exemplo, a necessidade de se realizar obras de drenagem em toda área de entorno da quadra que fica alagada em dias de chuvas. “Precisamos também viabilizar a reforma da escola Dijiliah principalmente no que diz respeito às instalações elétricas e hidráulicas bem como os sanitários adaptados”, completou.

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo