Fórum Mundial da Água

No Dia Mundial da Água, Julinho Lopes apresenta ações desenvolvidas em prol da segurança hídrica

“É preciso monitorar os rios para verificar de forma permanente a qualidade da água”. Com esta frase Julinho Lopes (Progressistas), vice-presidente da Câmara Municipal de Rio Claro e presidente do Conselho Fiscal do Consórcio PCJ – Bacia dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí – abriu o Painel Legislativo no Fórum Mundial da Água, que encerra-se nesta sexta-feira (23), em Brasília.

O vereador Julinho Lopes com o presidente do Conselho Mundial da Água, Benedito Braga

Em sua fala, Julinho Lopes enfatizou que não basta focar na crise que afetou o Estado de São Paulo nos últimos dois anos e que provocou a falta de água em muitos municípios, mas direcionar ações em busca de soluções. “A segurança hídrica requer atenção e esforço de todos. O Legislativo tem sido palco das discussões para aprimorar políticas públicas que possam garantir a utilização adequada e o fornecimento regular da água, mesmo em época de seca”, pontuou.

Na avaliação do vereador de Rio Claro, os municípios precisam buscar tecnologia sustentável de baixo custo capaz de fortalecer o sistema hídrico. “Neste Dia Mundial da Água, é preciso fazer uma reflexão. A responsabilidade por garantir o futuro das nossas crianças é nossa hoje”, enfatizou Julinho Lopes. “Sem água, não existe alimento, não existe vida”, alertou o parlamentar.

Julinho Lopes e Ronald Penteado com o diretor-presidente da Sanasa, Arly de Lara Romêo

No Fórum Mundial da Água, Julinho Lopes e o secretário municipal de Esportes e Turismo (Setur), Ronald Penteado, estiveram reunidos com o secretário estadual de Meio Ambiente de São Paulo, Maurício Brusadin. Na pauta, a busca por apoio do governo paulista para a revitalização da Floresta Estadual Edmundo Navarro de Andrade (Feena).

Julinho Lopes também esteve com o presidente do Conselho Municipal da Água, Benedito Braga, que também atua como secretário de Saneamento do Estado de São Paulo. Na oportunidade, o representante da Câmara de Rio Claro no Fórum enfatizou a importância de se revitalizar os corpos de água. “Uma das prioridades em Rio Claro é despoluir o Lago Azul, um dos principais cartões postais da cidade”, finalizou.

Ponto alto do Fórum, autoridades do Sistema ONU no Brasil apresentaram os resultados do Relatório Mundial das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento dos Recursos Hídricos 2018. O documento conta com dados sobre a demanda e escassez de recursos hídricos no Planeta. Representantes de Senegal, Portugal, Suécia, Estados Unidos, Japão, Suécia, entre outros países participam do Fórum em Brasília.

Como presidente do Conselho Fiscal do PCJ, Julinho Lopes comandou o Painel Legislativo no Fórum

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo