Meio Ambiente

Liberação de licenças ambientais abre caminho para a reconstrução de córrego no Jardim Conduta

12132501_899111133516015_4129645823802160197_o 11232717_899111706849291_4666196688826740068_n

Liberação de licenças ambientais abre caminho para a reconstrução de córrego no Jardim Conduta

O avanço populacional no Jardim Conduta consolidou-se com a entrega de 470 dos 704 apartamentos da Vila do Horto. Entre as principais reivindicações das pessoas que moram na região está a reconstrução do córrego localizado na altura da Avenida P-43.

Mau cheiro e avanço da erosão colocam em risco tanto as casas situadas próximas à referida avenida quanto ao novo conjunto habitacional localizado do outro lado. Após seis anos de trabalho, com articulação na Cetesb e no Departamento de Águas e Energia Elétrica, o DAEE, o vice-presidente da Câmara Municipal, Júlio Lopes, confirma a liberação das licenças ambientais necessárias para a realização da obra no local.

“A reconstrução do córrego ao longo da Avenida P-43 será feita pela Odebrecht, empresa responsável pelo sistema de esgoto do município”, aponta Júlio Lopes. “A recuperação ambiental, via a empresa, foi definida através da discussão do contrato em vigência”, acrescentou ao vereador ao adiantar que o próximo passo é a realização de processo licitatório para a definição da empresa que será contratada pela Odebrecht para a realização do serviço.

O investimento, detalha o parlamentar, vai eliminar o problema de trincas que assustam as pessoas que residem na Avenida P-43 bem como conter o avanço da erosão nas imediações dos blocos que formam o Vila do Horto. “Além dos problemas estruturais, o córrego, nas condições que se encontra, prolifera o mau cheiro em toda a região”, pontua.

Com a reconstrução do córrego, Júlio Lopes observa que também se faz necessária implantar um caminho para que os moradores da Vila do Horto possam acessar o Jardim Conduta sem utilizar a SP-306, Rodovia Constantino Peruchi, que faz a ligação Rio Claro- Santa Gertrudes. “A área mencionada conta com extensão pequena. Vamos encaminhar a solicitação que atenderá principalmente mulheres, crianças e idosos que moram na Vila do Horto”, afirma Júlio Lopes.

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo