Desenvolvimento Econômico

Julinho Lopes questiona a liberação de novos loteamentos há 50 dias do término do ano

1497774_337306503075548_919892624_n

Julinho Lopes questiona a liberação de novos loteamentos há 50 dias do término do ano

Através de requerimento aprovado por unanimidade pela Câmara Municipal, no dia 6 de junho deste ano, Julinho Lopes questiona a Prefeitura quais são os possíveis prejuízos a Rio Claro por conta do projeto que trata da revisão do Plano Diretor que segue em análise parlamentar.

No mesmo requerimento, o vereador indaga a Secretaria Municipal de Planejamento e Desenvolvimento, a Sepladema, quais são os empreendimentos que aguardam a aprovação do projeto para as respectivas implantações.

“O PP foi surpreendido nesta semana com a notícia oficial de que a Prefeitura vai liberar novos loteamentos”, comenta Julinho Lopes ao referir-se sobre o decreto que revoga a suspensão de protocolo, análise e licenciamento de projetos de loteamentos residenciais, comerciais e industriais na zona urbana do município de Rio Claro.

“Muito se falou e nada, absolutamente nada, até agora foi mostrado”, afirma Julinho Lopes que há mais de cinco meses aguarda resposta efetiva do requerimento aprovado pela Câmara.

Na matéria oficial, a Prefeitura diz que “novos empreendimentos poderão ativar setores da economia local e gerar empregos, especialmente na construção civil”. Julinho Lopes também questiona quais empreendimentos vão aquecer a economia local há 50 dias do fim do ano. “O PP repudia tal posicionamento da atual administração e ainda aguarda informações claras e transparentes sobre investimentos que estariam aguardando a aprovação do Plano Diretor”, acrescenta.

Sobre o projeto, que tramita no Legislativo, Julinho Lopes enfatiza que trata-se de um tema amplo que envolve vários setores da comunidade. “Este projeto requer análise minuciosa antes da votação. Ainda há muitos pontos que geram dúvidas”, finaliza.

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo