Água e Esgoto

Julinho Lopes participa da apresentação do projeto da ETE do Jardim Novo

1526338_615779678515830_9218198567803308514_n 1601470_615779538515844_1260415642798871299_n 1896729_615779571849174_6367489528849874502_n 10152001_615779705182494_4026249448704162643_n 10245564_619377238156074_8016599483283965143_n 10259914_615779581849173_6136910958602311970_n

Julinho Lopes participa da apresentação do projeto da ETE do Jardim Novo

Em reunião no gabinete do prefeito Du Altimari, foi apresentado na manhã desta quarta-feira (16) o projeto de funcionamento da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do Jardim Novo, que utilizará um processo diferenciado, com tecnologia pioneira, e será a maior e mais moderna estação de tratamento de esgoto a operar no município.
A apresentação foi feita a partir das 10h30, pela diretora da concessionária Foz, Paula Violante, e por Tom Musters e Harald Frankem, diretores da Royal HaskoningDHV, empresa holandesa líder mundial no tratamento de água e efluentes.
A Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do Jardim Novo marca uma nova etapa do Programa de Despoluição do Córrego da Servidão. Um trabalho estabelecido no contrato de PPP (Parceria Público Privada) firmado entre a concessionária Foz, empresa da Odebrecht Ambiental responsável pelos serviços de coleta e tratamento de esgoto na cidade, e a administração municipal.
A ETE do Jardim Novo receberá o efluente do córrego da Servidão, que começou a ser despoluído no início do ano passado com a implantação de 21 quilômetros de rede coletora de esgoto. A tubulação segue sendo implantada de norte a sul da cidade, passando pelas avenidas Tancredo Neves, Visconde do Rio Claro e Avenida Brasil, e irá coletar todo o esgoto lançado no córrego da Servidão. As obras de implantação da tubulação têm 72% do projeto implantados e serão retomadas na Avenida Visconde na próxima semana, no sentido do Mercado Municipal ao Lago Azul.
A ETE do Jardim Novo será a nona estação de tratamento de esgoto do município, que atualmente tem três na área urbana – Jardim Conduta, Palmeiras e Flores – e outras cinco nos distritos – Ajapi, Ferraz, Batovi, Assistência Alta e Assistência Baixa.
Com a conclusão do Programa de Despoluição do Córrego da Servidão, Rio Claro alcançará a universalização dos serviços, ou seja, terá todo o esgoto do município coletado e tratado.
As obras são de responsabilidade da concessionária Foz, com o acompanhamento do Departamento Autônomo de Água e Esgoto (DAAE).

Presidente do Conselho Fiscal do PCJ e Membro do Conselho do Fórum Permanente em Defesa do Rio Corumbataí, o vereador Julinho Lopes destacou a importância do tratamento da água no seguimento tratamento de esgoto, pois temos que devolve-la tratada e de boa qualidade para os mananciais, tanto de nosso município quanto das cidades que utilizam as águas do Rio Corumbataí para o consumo humano, rural e ecosistemas.
“Temos que nos atentar para a qualidade de nossos rios, explicou o vereador, principalmente nesta estiagem anormal pela qual estamos passando, onde a qualidade da água é reduzida causando a mortandade dos peixes devido a falta de oxigenação.”

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo