Notícias

Concluida mais uma fase para a duplicação da Avenida 32

“A prefeitura de Rio Claro já detém as escrituras dos cinco imóveis desapropriados pelo município e que vão permitir, agora, a finalização da obra de duplicação da Avenida 32, num trecho de aproximadamente 130 metros de extensão, localizado entre as Ruas Saibreiro I (linha férrea) e Saibreiro II.

A última escritura de posse, correspondente à área ocupada por um posto de combustível, está respaldada no Decreto 9345/2011, assinado dia 4 deste mês pelo prefeito Du Altimari e publicado nessa sexta-feira, 8, no Diário Oficial do Município. “Está tudo legalizado” comemorou o prefeito. Os proprietários do estabelecimento se incumbirão, agora, de dar andamento aos procedimentos que viabilizarão a mudança da empresa para suas novas instalações, em terreno cedido pelo município como parte do pagamento da desapropriação. “O fundamental é que está tudo resolvido e brevemente estaremos liberados para providenciar a duplicação da via naquele trecho, que há muitos anos vem representando um gargalo para o sistema viário naquela região”, afirmou Altimari.

Ao receber a escritura lavrada pelo 1º Cartório de Notas das mãos da escrevente Francine Moraes, com a presença da diretora de Apoio Administrativo e Financeiro da Procuradoria Geral do município, Rosemeire Pereira Calligaris, e do secretário municipal de Obras, Ivan Falcão De Domenico, o prefeito registrou a importância do ato. “Este é o passo definitivo para que possamos equacionar um dos problemas mais notórios e antigos do trânsito na cidade”, observou.

Neste aspecto, de dinamizar a malha urbana, “cabe ressaltar que o governo municipal tomou para si a responsabilidade e realizou obras vitais para a mobilidade, como a nova rotatória da Avenida 50-A e o programa de implantação das ciclofaixas, que está em andamento”, explicou Altimari.

No elenco de obras que priorizam a mobilidade urbana em Rio Claro, Altimari inclui, ainda, as ações levadas a bom termo com a União, desde o início da atual administração, que corresponderam à retirada dos trilhos no trecho compreendido entre a Avenida 24 e o distrito de Batovi, viabilizado no final de 2010 e, mais recentemente, à cessão de uso do referido trecho ao município, pelo governo federal, visando à implantação de uma via moderna, com faixas especiais para ônibus e motocicletas em toda a extensão do percurso antes ocupado pelo antigo ramal da ferrovia.

Note-se que o projeto citado prevê também a revitalização da área central, com a perspectiva, já reivindicada à União pela prefeitura de Rio Claro, de transferir as antigas oficinas da Companhia Paulista, hoje sob a responsabilidade da concessionária América Latina Logística (ALL), para o Jd. Guanabara, junto ao atual traçado da ferrovia.

Com a posse da documentação, a Prefeitura Municipal de Rio Claro deve acelerar a proposta para a duplicação daquela importante região e de alto fluxo de  veículos.”

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo