Saúde

Articulação política com ministro da Saúde reduz em nove meses início do reembolso do Mais Saúde

A Prefeitura de Rio Claro, através da Fundação Municipal de Saúde, recebeu sinal verde do Ministério da Saúde para iniciar os procedimentos necessários para o reembolso dos valores investidos no programa Mais Saúde. O prazo inicial de 12 meses, a partir da data dos registros dos procedimentos realizados no sistema do governo federal, caiu para três meses no caso de cirurgias eletivas e seis meses para procedimentos ambulatoriais.

Vereador Julinho Lopes, secretário Ronald Penteado e o deputado federal na audiência pública com o ministro da Saúde Ricardo Barros em Brasília.

A autorização partiu do ministro Ricardo Barros na audiência realizada em Brasília na quarta-feira passada, 25, agendada pelo deputado federal Guilherme Mussi (PP) a pedido do vice-presidente da Câmara de Rio Claro Julinho Lopes. Secretário municipal de Esporte e Turismo (Setur) Ronald Penteado também participou do encontro.

Na ocasião, Julinho Lopes entregou ao ministro farto material contendo fotos do Espaço Mais Saúde desde a sua inauguração em setembro deste ano até os procedimentos já realizados que ultrapassaram a marca dos 1 mil atendimentos em apenas 30 dias.

Em sua fala, Julinho Lopes externou preocupação com o prazo de 12 meses para Rio Claro começar a ter direito ao reembolso que o Ministério da Saúde faz diante dos procedimentos realizados registrados em Brasília. “Mesmo nesta época de crise, com prefeituras enfrentando dificuldades financeiras, Rio Claro colocou em prática o programa Mais Saúde para sanar a fila de espera de mais de 37 mil procedimentos herdada dos governos anteriores”, disse o parlamentar.

Deputado Guilherme Mussi solicitou empenho do ministro Ricardo Barros para que Rio Claro possa ser atendido dentro de um prazo menor e desta forma evitar dificuldades na hora de honrar os compromissos mensais com a empresa responsável pela operação do Espaço Mais Saúde. “Esta é a primeira ação do programa Carretas da Saúde, implantado com sucesso na capital paulista que vai para o interior do Estado. O governo federal precisa apoiar”, afirmou Mussi.

Diante das colocações e do material apresentado, o ministro Ricardo Barros determinou à sua equipe técnica que sinalizasse positivamente para o início dos reembolsos a partir de três meses dos procedimentos declarados. “Parabenizo Rio Claro pela iniciativa”, afirmou Barros.

Diretor da Fundação Municipal de Saúde, Antônio Archangelo destaca a importância da articulação política. “Sem a interlocução da comitiva local formada pelo vereador Julinho Lopes e o secretário Ronald Penteado, e também o apoio do deputado Guilherme Mussi dificilmente conseguiríamos adiantar este processo tão importante para a gestão do programa”, afirmou.

No encerramento da audiência, Julinho Lopes também solicitou ao ministro Barros o aumento do envio de recursos para Rio Claro, teto MAC, para procedimentos de média e alta complexidade. Ronald Penteado reivindicou a inclusão da cidade no programa Estação Saúde, do ministério, através do qual são destinados equipamentos para a montagem das academias ao ar livre. “Precisamos ampliar o número de academias no nosso município para atender mais regiões”, disse o titular da Setur.

Clique para comentar

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Topo